"Nasci em nove de novembro de 2005, no meio da manhã de uma quarta-feira. Quem escreve aqui por mim é a minha mãe, por enquanto, que achou legal eu contar o que eu estou sentindo, vendo, descobrindo, inclusive desde um pouco antes de eu estrear neste mundão"

3 de dez de 2010

5 anos do meu Pedro

Sim, todo ano eu quero a mesma coisa: que o tempo pare!

Eu sempre tenho a sensação de estar vivendo a fase mais legal do meu filho e a cada dia me surpreendo. Mas não é uma surpresa desejada, eu tenho medinho do futuro, só que a cada nova conquista, a cada letrinha nova que ele conhece, a cada comentário engraçado, dá vontade de que o dia de amanhã chegue mais rápido.
Ele já escolhe o que quer comer e escolhe até. Sabe o que quer vestir, mas se eu deixar ele quer usar regata em pleno inverno, porque ele não tem o menor juízo. E é tão bonitinho ver que 5 anos ainda é uma idade de profunda inocência. De total liberdade, de achar que o mundo foi feito para brincar, de ter certeza que dormir é uma imensa perda de tempo.
Fazem 5 anos que eu dedico minha vida a uma pessoa, que é um pedaço de mim, o meu filho Pedro. Não há presente, festa ou viagem que demonstre o tamanho do meu amor e do meu desejo em te ver feliz, meu filho. Simplesmente feliz.