"Nasci em nove de novembro de 2005, no meio da manhã de uma quarta-feira. Quem escreve aqui por mim é a minha mãe, por enquanto, que achou legal eu contar o que eu estou sentindo, vendo, descobrindo, inclusive desde um pouco antes de eu estrear neste mundão"

8 de dez de 2009

Sou gaúcho, gremista e n me entrego assim no mais!!!!!!!


Mas afinal, o que é o gaúcho?

O gaúcho é antes de tudo um forte. É o peão rústico da estância. é o gaúcho do chimarrão bem cevado, do churrasco da costela gorda, do arroz de carreteiro, da canha pura na guampa... É o gaúcho da mesa farta, da casa cheia, do fogão a lenha sempre aceso.

O gaúcho de bigodes fartos, de pés descalço pisando a geada, que idolatra o pai e santifica a mãe.

O gaúcho amante das tradições, do passado, orgulhoso da sua cultura regional, o gaúcho das imortais nostalgias farrapas.

O gaúcho valente, peleador, que foi construído a golpes de sabre e tiros de qualquer calibre em dezenas de revoluções. O gaúcho estabelece laços de sangue com seus vizinhos.

Transforma a sua comunidade em família e protege seu círculo com a vida, se necessário.

Ele é sanguíneo, é intenso, é emocional. Leva as coisas e a si mesmo muito a sério.

Cultua a honra, o sobrenome, a reputação. O gaúcho charrua, caingangue, minuano. O gaúcho que é imortalizado em Ana Terra, Blau Nunes, das lendas do Negrinho do Pastoreio e da Salamanca do Jarau. Personificado em Paixão Cortes, Bagre Fagundes.

O gaúcho guasca, gaudério, taura, chiru, bagual. O gaúcho para o qual quem não é colorado é gremista, quem não é maragato é pica-pau,quem não é de direita, é de esquerda, quem não é homem é mulher e o que não está certo, está errado.

Para ele não há terceira via. É por isso, que o resto do Brasil aprendeu a nos enxergar, e nos enxergamos através dos olhos do resto do Brasil. Na hora do aperto, quem não sonha importar do Rio Grande um capitão Rodrigo? Alguém pra por ordem na casa, que endireite o que parece torto , que organize a tropa, indique o norte e seja o primeiro a correr com determinação em direção a ele.

Não é a toa que é gostoso dizer: Ah... eu sou gaúcho!

Pois ser gaúcho é tudo isso e muito mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário