"Nasci em nove de novembro de 2005, no meio da manhã de uma quarta-feira. Quem escreve aqui por mim é a minha mãe, por enquanto, que achou legal eu contar o que eu estou sentindo, vendo, descobrindo, inclusive desde um pouco antes de eu estrear neste mundão"

15 de mai de 2010

         Assumo: Sou uma mãe babona...


Adoro o meu filho.
Ele é a minha vida.
É quem mais amo nesta vida.
A ele entrego o meu coração, os meus sentimentos.
Assumo: A ele e só a ele entrego o meu coração.
Assumo, que sinto a falta dele quando não está perto de mim.
Assumo que me sinto perdido, sem a sua âncora, o seu sorriso, os seus beijos que me fazem tremer.
Ele é uma criança que me faz rir e chorar.
Dele ouço as palavras mais bonitas que posso ouvir e, acredita meu filho, que ouço muitas palavras, muitos discursos.…...
O mundo dele é lindo, belo. Como gostava de viver o seu mundo….
Ontem dizia-me: “Sabes que  qdo crescer qro ser um pouquinho astronauta.Eu logo lhe disse:astronauta filho?Claro mamãe p mim ver o mundo lá de cima!
Fiquei desarmado. Sem capacidade dizer uma só palavra. O meu filho consegue deixar-me sem resposta, porque quando os sentimentos têm magia, a nossa resposta só pode ser…
Um sorriso.

Da mãe...

Nenhum comentário:

Postar um comentário