"Nasci em nove de novembro de 2005, no meio da manhã de uma quarta-feira. Quem escreve aqui por mim é a minha mãe, por enquanto, que achou legal eu contar o que eu estou sentindo, vendo, descobrindo, inclusive desde um pouco antes de eu estrear neste mundão"

29 de jul de 2009

Como tudo começou...


Estar grávida é…




Ficar ansiosa; ficar alegre. Ter vontade de comer chocolate, sorvete e outros doces; entrar em pânico porque você está engordando demais. Ficar com os pés inchados; não ter sapato que caiba. Chorar com comercial de carro; chorar por qualquer coisa. Ter dor nas costas; na bexiga, nos seios, nos pés. Pensar na gravidez 100% do tempo; ficar com medo de não ter mais assunto porque, afinal, você só fala da gravidez. Ficar com a pele mais brilhante; não poder usar maquiagem porque você fica alergica até a blush. Não dormir a noite porque a barriga incomoda; sentir sono o dia todo. Ter certeza de que tudo vai dar certo. Olhar para o céu e vê-lo mais azul. Acreditar que a vida é divina. Ter a certeza de que há algo maior que nos protege. Sorrir mais e esperar por um amanhã muito, mas muito melhor. Descobrir o significado da palavra dividir, gerar e amar.


Sua vida começou dentro do corpo da mamãe e ficou ali durante nove meses preparando-se para o mundo de fora.Durante estes nove meses minha vida passou por muitos altos e baixos,muitas alegrias e decepções,mas no final deu tudo certo.Engravidei em fevereiro de 2005,nos primeiros meses tive muita falta de apetite e c isso perdi 4 kilos.Ao final da gravidez ganhei 7 k e meio,alguns enjoos passageiros,vomitos e nos ultimos 3 meses uma azia muito forte.Como tinha um apetite sem fim comia muito,fazia umas misturas estranhas como melancia com bolo de chocolate e pastel com banana.No ultimo mes,na ansiedade da chegada de meu lindo filho arrumei a sacolinha dele umas 5 vezes até o dia que chegou o dia mais feliz da minha vida.Era a tardinha qdo começou umas contrações leves,mas com o chegar danoite foi ficando mais forte,aí resolvi ligar para o médico,fui até o hospital,ele me examinou e me disse que era p aquela noite o nascimento do Pedro.Como tenho horror a hospital fui p casa na promessa de voltar caso tivesse contrações mais fortes.Tive algumas,depois passou e dormi a noite toda.No outro dia acordei as 8 horas,tomei banho,tomei café e fui para o hospital.Cheguei lá,fizeram todos os procedimentos p parto normal e eu na sala de pré-parto dormi mais uma meia hora.Foi que o médico m acordou,p furar a bolsa e dali dez minutos meu filho veio ao mundo.Fui chamada de heroína,por todos da maternidade,pois n reclamei,nm resmunguei p ter meu filho.Fui tudo em silencio,qdo o Pedro saiu a cabecinha e já estava chorando.Neste momento entra o pediatra e graças a Deus tinha dado tudo certo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário