"Nasci em nove de novembro de 2005, no meio da manhã de uma quarta-feira. Quem escreve aqui por mim é a minha mãe, por enquanto, que achou legal eu contar o que eu estou sentindo, vendo, descobrindo, inclusive desde um pouco antes de eu estrear neste mundão"

29 de jul de 2009

O pequeno notável...


Os primeiros chutes a gente nunca esquece
Eles começaram como se fosse um leve formigamento no topo da barriga. Depois, passando creme no barrigão, senti um leve calombo que, de vez em quando, mudava de lugar. Eram os primeiros chutes –pelo menos os primeiros que senti. É uma sensação esquisita e ao mesmo tempo maravilhosa. E, devo dizer, ele mexe muito. Tem horas que consigo sentir bem onde estão os pezinhos. E daí fico passando a mão para me aproximar mais do meu bebê. Ontem, fiquei um bom tempo acariciando minha barriga. E dava para perceber a movimentação: vinha em ondas. Agora, eu vivo com as mãos encostadas na barriga, esperando pelo próximo chute, a próxima rotação. Aliás, por falar em chutes, ouvi de uma médica pediatra que a rotina que o bebê tem dentro da barriga ele traz para o mundo externo ao nascer. Por exemplo, se é do tipo que mexe muito à noite, sinto dizer, mas ele vai ficar bem acordadinho de noite –foi o que ela disse…. O meu mexe mais de tarde e de noite, grandes movimentações de madrugada. Ufa…… espero que assim não seja.É bom demais, né! Beijos




Sempre foi elétrico na barriga da mamãe,e qdo estava c 28 semanas quis nascer,mas mamãe manerou nas atividades e chegou exatamente ao final da gravidez.                                                                                                                                                           Fico Assim Sem Você


Avião sem asa,
Fogueira sem brasa,
Sou eu assim, sem você
Futebol sem bola,
Piu-piu sem Frajola,
Sou eu assim, sem você...
Porque é que tem que ser assim?
Se o meu desejo não tem fim
Eu te quero a todo instante
Nem mil auto-falantes
Vão poder falar por mim...
Amor sem beijinho,
Buchecha sem Claudinho,
Sou eu assim sem você
Circo sem palhaço,
Namoro sem abraço,
Sou eu assim sem você...
Tô louco prá te ver chegar
Tô louco prá te ter nas mãos
Deitar no teu abraço
Retomar o pedaço
Que falta no meu coração...
Eu não existo longe de você
E a solidão é o meu pior castigo
Eu conto as horas pra poder te ver,
Mas o relógio tá de mal comigo...
Eu não existo longe de você
E a solidão é o meu pior castigo
Eu conto as horas pra poder te ver,
Mas o relógio tá de mal comigo
Por que? Por que?
Neném sem chupeta,
Romeu sem Julieta,
Sou eu assim, sem você
Carro sem estrada,
Queijo sem goiabada,
Sou eu assim, sem você...
Você...
Porque é que tem que ser assim?
Se o meu desejo não tem fim
Eu te quero a todo instante
Nem mil auto-falantes
Vão poder falar por mim...
Eu não existo longe de você
E a solidão é o meu pior castigo
Eu conto as horas prá poder te ver,
Mas o relógio tá de mal comigo...
Por que? Por que? (4x)





                                                                                                                                                    

Nenhum comentário:

Postar um comentário